Voltar

Notícias

Realizada nova etapa de mutirão na saúde

Saúde

08/09/2019


O agendamento de cirurgias de catarata e pterígio e exames diversos foram realizados para diversos cidadãos de Balneário Gaivota. Com objetivo de zerar as filas de espera, o setor de controle e avaliação segue a fila de espera dos pacientes inseridos no sistema estadual (SISREG). Durante o feriado de sete de setembro muitas pessoas já puderam se deslocar para Praia Grande e realizar a cirurgia de catarata, por exemplo.

O prefeito, Ronaldo Pereira da Silva, cita o esforço que tem sido feito para atender a demanda geral, como os exames e consultas de média e alta complexidade, que  são de competência do estado. “Nossa equipe se preocupa em atender o cidadão e o auxiliar com suas demandas. E o mutirão vem para dar este apoio em sanar suas dores”. De acordo com o secretário de Saúde, José Luis de Oliveira Lentz, também é prestado auxílio aos pacientes neste mutirão com o agendamento de transporte, se for necessário. “A gestão municipal de saúde, preocupada em otimizar os serviços para atender da melhor forma possível a população, elaborou protocolos que vão além dos já preconizados pelo Ministério da Saúde, afim de garantir qualidade nos serviços prestados”.

O Ministério da Saúde disponibilizou o Sistema Público aos estados e municípios para apoiar as atividades dos complexos reguladores o SISREG (Sistema Nacional de Regulação), desenvolvido em 2001. É um sistema on-line, criado para o gerenciamento de todo Complexo Regulatório indo da rede básica à internação hospitalar, visando à humanização dos serviços, maior controle do fluxo e otimização na utilização dos recursos. A lista de espera pode ser acessada por qualquer cidadão através do endereço eletrônico: https://listadeespera.saude.sc.gov.br/ e utilização de seu CPF ou número do cartão SUS.

Segundo o secretário de Saúde, o intuito é melhorar a qualidade de vida da comunidade local oferecendo mais condições de dignidade, por meio do cuidado com sua saúde. Desta forma, é que ações como o mutirão de exames, vão além dos compromissos local. “O Sistema Único de Saúde (SUS) é um dos maiores e mais complexos sistemas de saúde pública do mundo, abrangendo desde o mais simples atendimento até o transplante de órgãos e garantindo acesso integral, universal e gratuito para toda a população do país. Com a sua criação, o SUS proporcionou o acesso universal ao sistema público de saúde, sem discriminação. A atenção integral à saúde, e não somente aos cuidados assistenciais, passou a ser um direito de todos os brasileiros, desde a gestação e por toda a vida, com foco na saúde com qualidade de vida, visando a prevenção e a promoção da saúde”.

José Luis segue a explicação. “A gestão das ações e dos serviços de saúde deve ser solidária e participativa entre os três entes da Federação: a União, os Estados e os Municípios. A rede que compõe o SUS é ampla e abrange tanto ações quanto os serviços de saúde. Engloba a atenção básica, média e alta complexidades, os serviços urgência e emergência, a atenção hospitalar, as ações e serviços das vigilâncias epidemiológica, sanitária, ambiental e assistência farmacêutica. Cabe ao município planejar, organizar, controlar, avaliar e executar as ações e serviços de saúde em articulação com o conselho municipal”.


Outras Imagens



Voltar